11 anos depois… Sai de baixo!!

sai-de-baixo-ineditos

 

Aqueles que estão acostumados a acompanhar meus textos sabem que sou bastante nostálgico. Costumo ter bastante apreço por coisas que fizeram parte da minha vida.  Entre 1996  e 1998, apesar de eu já não ser nenhuma criança, estudava de manhã mas isso não me impedia de assistir, religiosamente todos os Domingos à noite  ao Sai de baixo.

Falo sem medo de errar que, tirando Trapalhões(Eles são insuperáveis) , Sai de Baixo é meu programa humorístico nacional preferido( Disputando lugar com os anos áureos do Casseta & Planeta). Essa rotina durou até 2002 quando o programa saiu do ar.

Por ter um carinho enorme pelo programa, vibrei quando saiu a notícia que haveria um “revival”  com episódios inéditos 11 anos após o fim do humorístico.

Eis que na última Terça dia 11, o Canal Viva exibiu o primeiro dos 4 episódios inéditos.

episodio-volta-serie-Sai-gravado_ACRIMA20130605_0019_15

“Em “Tudo será como antes” , depois de 11 anos sem se verem, Vavá (Luis Gustavo), Cassandra ( Aracy Balabanian), Caco ( Miguel Falabella) e Magda(Marisa Orth) recebem um convite de um anfitrião misterioso para jantar em seu antigo apartamento (Do qual haviam sido despejados). Aí fica o “mistério” quem é o dono do apartamento ? O Episódio conta ainda com a participação de Tony Ramos como o Mordomo Jean Jaques. ”

A primeira coisa que chama a atenção, pelo menos pra mim que não costumo acompanhar produções nacionais com frequência, é o visual e perceber como os atores estão velhos. Sei que 11 anos não são 11 dias mas ainda assim é um choque.  Mas isso não dá pra mudar pois o tempo é cruel para todos nós. Excetuando isso, se algum desavisado assiste ao episódio poderia achar que era algum episódio antigo já que a essência dos personagens estão todas lá.  Inclusive com as já clássicas improvisações .

Também há de se ressaltar o entrosamento entre os atores. Parece que passaram os últimos 11 anos gravando episódios semanalmente.

sai-de-baixo-2013

 

Foi bom ver que o programa não se rendeu ao politicamente correto e manteve várias piadas que, hoje em dia, poderiam ser consideradas ofensivas(ai ai ai)  como os sempre célebres comentários do Caco sobre os pobres. Também tivemos bastante comentários e piadas sobre temas atuais como o preço do tomate ou a recente cirurgia que a atriz Angelina Jolie se submeteu. Até piada com o pop star pastor Marcos Feliciano teve.

Mas nem tudo são flores: Como o roteiro final ficou a cargo do Falabella, o Caco acabou tendo muito destaque. Isso não seria problema já que isso meio que aconteceu após a saída do Tom Cavalcante. O problema é que nem todas as piadas funcionaram e muitas soaram forçadas como, por exemplo,  ele agarrar a Aracy a cada 3 minutos.  E o personagem do Tony Ramos, apesar de ter uma importância maior no final, passou o episódio todo meio que jogado, só correndo de um lado pro outro.

15146634

 

No geral foi ótimo ver esses personagens novamente. Mas espero que fique apenas nesses 4 episódios mesmo e não queiram retomar o programa após a boa repercussão que esse episódio de estréia teve. Aqui contou o fator nostalgia mas, apesar de ser infinitamente superior a qualquer coisa que chamam de programa humorístico hoje em dia, acho que a fórmula está desgastada. Essa foi aliás,  a explicação para o término do programa lá em 2002. Ver esses 4 episódios especiais vai maravilhoso. Mais que isso, já poderia se tornar enfadonho e cair no mesmo erro do já citado Casseta & Planeta.

Agora chega de falar e Cala a boca, Mac!