A Origem Do Dragão

No último fim de Semana do Ano chegou aos Cinemas o filme que conta um período pouco conhecido da vida de Bruce Lee.

Antes de se tornar o Bruce que quase todos conhecem, Bruce Lee, como qualquer ser humano passou por algumas transformações de pensamentos, personalidade etc. A mais importante delas ocorreu depois que ele teve uma luta com o Monge Wong Jack Man. Como houveram poucas testemunhas oculares, pouco se sabe sobre essa luta. Quem venceu, quem apanhou… Até os motivos que levaram a ela são incertos. Dizem que o Monge veio pra ensinar uma lição de moral pro Bruce. Outros dizem que o Monge não estava feliz pelo fato do Bruce estar espalhando o Kung Fu para Ocidentais e veio encher o Sr. Lee de sopapo. O fato é que depois dessa Luta o Bruce mudou como pessoa e até mudou seu estilo de luta.

Por isso minha teoria é que ele levou um cacete do Monge e aprendeu que o Ego inflado que ele tinha só ia atrapalhá-lo e resolveu se reinventar.

A Origem do Dragão trata exatamente desse período mas como precisam criar todo um contexto aleatório pro confronto do Lee com o Wong, acho que se perdem nisso. O filme acaba deixando os dois personagens meio de lado e segue a trama de um Rapaz Ocidental ( Billy Macnussen), que começa como Estudante do Dojo do Bruce Lee e ao longo do  filme “Vira casaca” e passa a treinar com Wong. Ele acaba se afeiçoando com uma jovem Chinesa que foi pros EUA em busca de uma vida melhor e acabou presa numa espécie de trabalho escravo como garçonete em um Restaurante Chinês.

Papo vai, papo vem e o filme segue essa ladainha dos dois. Alternando: Ora com o Billy conversando com o Bruce, ora com o Monge.

E as cenas de luta  apesar de não serem muitas, como seria de se esperar de um filme de artes marciais, estão muito bem feitas. Devo admitir que não sou lá muito fã de filmes chineses onde os lutadores até saem voando durante acrobacias onde fica nítido o uso de cabos. A Origem do Dragão não sofre desse mal. As lutas são baseadas em coreografias e habilidade dos atores. Inclusive Philip Ng está bem no papel de Bruce Lee. Ele consegue emular expressões e gestos típicos do Lee verdadeiro.  Seu parceiro de luta, Yu Xia que interpreta o Monge Wong  também manda bem.A luta principal dos dois é de tirar o fôlego.

Faltou se aprofundarem um pouquinho mais nos personagens. Com certeza Talvez se eliminassem a trama do Billy  e focassem nos dois lutadores o filme se saísse melhor. Mas se A Origem do Dragão não é uma coisa que se diga: Minha nossa! Que filme! Entretêm e não chega a ficar efetivamente chato.

Vale a assistida.