Agents Of S.H.I.E.L.D :A Life Earned

O Quarto episódio da Quinta temporada de Agents of S.H.I.E.L.D  diferente do anterior nos trouxe bons pontos e avançou a história em certos aspectos. Além de trazer a volta de um certo personagem no final.

O episódio teve três “arcos” e não vou comentá-los de forma cronológica porque eles se alternam ao longo do episódio:

O da Dupla Mack/Yo-Yo foi interessante por trazer um aspecto do Mack que eu gosto bastante (Além dos comentários irônicos e referenciais à cultura Pop): Apesar dele ser um cara grande, ele foge do clichê do fortão que apela pra porrada a todo momento. Muito pelo contrário. Em toda sua participação no seriado, ele sempre foi aquele que exita e só parte pra porradaria e for extremamente necessário. No episódio passado no caso do Zev ele que era contra apenas matar o cidadão. Ele também foi um dos mais afetados pela Framework na temporada passada devido à perda da filha. Então foi interessante que usaram o personagem para que descobríssemos, não só o segredo do Gunner como, paralelamente ao Coulson e a May, o segredo das experiências Kree.

A parte do episódio dedicado aos já citados Coulson E May serviu basicamente para duas coisas: Complementar a descoberta de que os Krees estão criando Humanos/Inumanos de proveta também para revelar que a “voz” da superfície que falou com os personagens no último episódio, era o Pai do Deke. E caso isso seja verdade, devemos ver a partir de agora uma mudança do personagem que vinha agindo apenas para proveito próprio.

E ainda temos um gancho no final que nos faz perguntar o que aconteceu com a May na luta com a Sinara. Obviamente ela não morreu, mas uma hora ou outra terá de ser resgatada.

O Arco principal do episódio foi o que envolve a Daisy desde sua “venda” no episódio passado. É aqui que descobrimos mais sobre o Clube da Luta Inumana mostrado no episódio passado. Temos a introdução de um novo personagem: Ben, um Inumano que pode ler Mentes(Ou seja: você nem precisa falar sobre o Clube da Luta) e acaba até ajudando a Jemma e a Daisy a enganarem o Kasius.

Aliás, por falar em Kasius, ainda não sei o que pensar desse vilão. Apesar de, desde o começo deixarem claro que ele é um típico Déspota, pra mim ainda não mostrou a que veio. Talvez agora que sabemos que o plano dele é destruir a P*##@ toda, ele tenha uma certa relevância.

No fim, “A Life Earned” foi um episódio bacana e diferente do anterior que foi meio qualquer nota.