Category Archives: seriados

Lost Disney


Que a Disney foi a produtora do popular seriado Lost terminado ano passado acredito que não é segredo pra ninguém certo?

Agora graças a uma ilustração feita por uma usuária do DeviantART.
NuttyIsa colocou alguns personagens Disney na Pele de personagens do seriado. Arriscam um “Quem-é-quem”? Particularmente adorei o Mancha Negra como o MIB.
Esse não é o primeiro trabalho da Nuttyisa relacionado a personagens Disney. Tempos atrás ela imaginou como seriam os personagens Disney se fossem humanos. o Resultado? Confiram abaixo.
Visitem a página da Nuttyisa no DeviantART para ver as imagens em Tamanho maior.
Agradecimentos ao Davi do Dudenews que postou a imagem de Lost no Twitter.

Os Mortos-Vivos e uma raposa moribunda

Domingo passado houve a estréia de uma das séries mais esperada do ano : The Walking Dead a adaptação da popular série de histórias em quadrinhos.

Tinha tudo pra ser perfeito já que o canal de televisão Fox anunciou a estréia pro Brasil para o dia 2 de Novembro apenas dois dias depois da exibição Estadunidense. Como sabemos , essas séries costumam ficar disponíveis para download já na madrugada do dia de exibição original mas muitos que queriam assistir à série ,inclusive esse que lhes escreve,resolveram dar um voto de confiança e prestigiar a série na emissora brasileira. Mas pra variar, fizeram uma grande M!
Pra começar com toda a programação da Fox dublada,seria nesse formato que a série passaria.
Mas isso não era tanto problema já que em algumas operadoras de Tv por assinatura é possível trocar o idioma dos programas e colocar legendas e ainda restava outra esperança: A Fox também anunciou que o episódio também seria transmitido simultaneamente no FX e lá, provavelmente legendado..problema resolvido certo? ERRADO!
No FX também foi dublado..qual a finalidade de se exibir em dois canais se será exatamente a mesma coisa??Enfim, mesmo assim resolvi desligar o cérebro e assistir assim mesmo.Mas mal começou o episódio e já pipocavam no Twitter informações de que o episódio estava sendo mais mutilado que os zumbis .No final a FOX cortou quase 20 minutos de episódio pra poder encaixar comerciais(e quem já assistiu algo no canal sabe que não são poucos) numa falta de respeito pelo público sem tamanho. Sabe o que é mais irônico? esses canais criam estratégias e mais estratégias para combater pirataria..Enfiam anúncios em dvds e tudo mais e quando podem tentar alterar isso fazem essas sacanagens? lembrando que não é a primeira vez que algo assim acontece já que na estréia da última temporada de Lost o AXN também anunciou a estréia para pouco tempo após a estréia americana (lá foi uma semana) e quando passou o episódio, veio com legendas em Espanhol..o que esses caras acham que somos? Trouxas? Normalmente eu incentivo a ida aos cinemas (logo falo sobre o “caso Scott Pilgrim” aqui) assistir pela TV, mas tem horas que não é possível. Então Não assisto mais The Walking Dead na Fox. e aconselho a quem puder que baixe os episódios também…

Mas deixando isso de lado e falando do que interessa The Walking Dead é bom? E respondo com toda segurança : É SIM!

A história começa com o policial Rick Grimes sendo baleado e após passar um tempo em coma ele acorda e encontra o mundo totalmente devastado, com Zumbis por todo lado. Rick parte então para tentar reencontrar a mulher e o filho e no trajeto vai encontrando sobreviventes e claro..Zilhões de Zumbis.
Primeiro deixar claro que não li nada da série até aqui então, tudo que eu falar se refere apenas ao seriado. E também que, como já mencionei outras vezes,adoro Zumbis e assim já fui predisposto a gostar. Mas não é por gostar do estilo que fale bem de tudo que já foi feito com os queridos cadáveres Ambulantes mas realmente me surpreendi com o piloto da série.
A história pode parecer meio clichê de filmes com Zumbis mas o que chama a atenção em TWD é que assim como Rick, nós não temos a menor idéia do que provocou essa devastação e vamos descobrindo as coisas juntamente com o personagem. Um exemplo disso é quando Rick sai do hospital temos a câmera focada nele e conforme ele vai vendo os corpos espalhados, a imagem vai abrindo para que nós também possamos ver.

Outro ponto que chama a atenção são os efeitos. Além da maquiagem dos Zumbis serem bem feitas, destaque especial para a Zumbi rastejante que Rick encontra lá pelo meio do episódio. TWD também tem muitas cenas explícitas.É tiro na cabeça a todo momento. Duvido não ficar com um gosto ruim na boca na cena do cavalo.

Enfim, TWD tem tudo pra agradar tanto os fãs dos quadrinhos quanto os fãs do gênero Zumbi no final da temporada pretendo escrever um pouco mais sobre a série até lá basta saber que a primeira temporada terá 6 episódio e já tem uma segunda temporada garantida.
The Walking Dead vai ao ar todo Domingo lá nos EUA e (se ainda se importar) às Terças na Fox.
Protejam seus miolos.

Trailer de Walking Dead


Durante a Comic Con foi exibido um trailer deThe Walking Dead,série que adapta a série de quadrinhos “Os Mortos-Vivos”.Claro que não demorou e o vídeo logo chegou na net. mas agora ele foi oficialmente liberado e pode ser visto com uma qualidade decente.

A história é a típica de filmes de zumbis : Após uma infestação de zumbis Um grupo de sobreviventes tenta encontrar um local seguro e uma maneira de continuarem suas vidas,mesmo que pra isso precisem enfrentar um batalhão de zumbis famintos(que redundância).
Devo dizer que não li a HQ, mas pelos comentários que tenho visto/lido, dizem ser a melhor história de zumbis de todos os tempos, focando mais nos sobreviventes suas personalidades e etc.
Vou esperar pra ver e comentar melhor, mas pelo que vi no trailer parece que é coisa boa.Mas como já disse uma vez adoro histórias de zumbis então sou suspeito pra falar..
A série estréia dia 31 de Outubro (Halloween) e tem previsão para seis episódios.

Armações Sem limite nos anos 80

Diferentemente do comum hoje irei relembrar uma série Brasileira que fez sucesso no final dos anos 80 : Armação Ilimitada.
A série acompanhava a história dos dois amigos Juba (Kadu Moliterno) e Lula(André De Biase) que tinham uma pequena empresa de Faz Tudo chamada Armação Ilimitada.Se alguém Estivesse com algum problema, Não importava que fosse substituir aquele piloto em um campeonato de motocross,caçar um tesouro perdido ou simplesmente resgatar um gatinho de cima de uma árvore Bastava chamar que Juba e Lula resolviam.

Como a série tinha um público alvo adolescente tinha de ter uma dose de romance é aí que entra a repórter Zelda (Andréa Beltrão) Que formava o triângulo Amoroso da série. mas diferentemente desses romances açucarados de comédia românticas, Zelda Amava os dois,e os dois ,para preservar a amizade, não se importavam de dividir a namorada. Os três formavam uma “família” tão bem que acabam adotando (ou sendo adotados?) pelo garoto Bacana (Jonas Torres) um órfão que acaba fazendo amizade com o trio e vivendo com eles e também participando da ação . Completavam o Elenco a doida Ronalda Cristina(Catarina Abdala),melhor amiga de Zelda, e Black Boy (Nara Gil) a “Narradora” da série. Diretamente de um estúdio de rádio era dela frases como “será que nossos heróis vão escapar?” e similares. e o Meu preferido, o Editor chefe do jornal Correio do Crepúsculo(nada a ver com Vampiros purpurinados) onde Zelda trabalhava. Era chamado apenas de “Chefe” (Francisco Milani) . O Chefe era o típico editor mau humorado que “escravizava” seus empregados (ao menos na visão da Zelda) estavam sempre discutindo e tinha como característica levar tudo ao pé da letra.Aparecendo sempre fantasiado, ou encenando alguma frase como por Exemplo : Zelda dizia”Pode tirar seu cavalinho da chuva”. Já cortava para uma cena do Chefe caracterizado de cowboy desamarrando um cavalo debaixo de um temporal.

Armação Ilimitada foi exibido no Brasil entre 1985 e 1988pela Rede Globo inicialmente nas noites de Sexta-Feira depois passando para as tardes da saudosa “Sessão Aventura”.
Misturando um estilo inovador para a época, como a utilização de “balões” contendo os pensamentos(ou palavrões) dos personagens e mesclando ação com comédia a série logo caiu no gosto do público.
Após o fim da série, houve uma tentativa de reavivar os personagens Juba e Lula que ganharam um programa solo que misturava programa de auditório com trechos gravados de mini episódios da dupla mas não deu lá muito certo e o programa saiu do ar rapidamente.
A algum tempo se cogitava um filme mostrando o reencontro da galera 25 anos depois mas recentemente a Globo parece ter enterrado todas as chances disso acontecer. Como o Ator André De Biase atualmente tem contrato com a Rede Record, e a Emissora do Plim Plim é a dona da marca da série ela vetou o projeto. Para usar as palavras do próprio André “Foi uma tremenda injustiça”.
A alguns anos foi lançado no Brasil um DVD contendo alguns episódios da série que ainda está disponível em lojas virtuais como o Submarino
Uma curiosidade é que o tema da série mesmo que seja creditada como criação original, é idêntica à introdução da música Say What You will da Banda Fastway. Plágio? Homenagem? Não importa. Para mim ela sempre vai estar ligada à Armação Ilimitada.Mesmo centrada no cotidiano dos anos 80, a série ainda está atual e muitas vezes trata de assuntos que preocupam até hoje como a poluíção. “Armação Ilimitada” é uma prova que um dia existiu vida inteligente na TV Aberta Brasileira.

Happy Town..Mas não tão feliz assim

Ou como a audiência pode derrubar uma série que parecia promissora.

ah algum tempo comentei sobre Happy Town, uma recém lançada série da emissora ABC que parecia tão promissora quanto Harper’s Island,que ano passado chegou sem aviso e se tornou,pelo menos para mim, a grande surpresa do ano.Mas a queda da audiência acabou por prejudicar HT e um cancelamento prematuro deixou tudo tão confuso quanto tentar descobrir qual lado é a cabeça de uma minhoca (credo que comparação escrota).

Para quem não leu o primeiro post, a história de Happy town gira em torno da pequena cidade de Haplin no Estado de Minesota.Apesar do apelido carinhoso dado por seus habitantes,Haplin tem um passado nada feliz.No passado, a cada ano uma pessoa desaparecia vítimas de um assassino misterioso conhecido apenas como “O mágico” pelo fato de capturar as vítimas e fazê-las desaparecer mesmo no meio de uma multidão. O mágico agiu por seis anos até que um dia, os desaparecimentos simplesmente pararam. Teria o Mágico morrido? Sido preso? ou apenas cansou da vida e foi tentar a fama em algum programa de auditório por aí? Hoje, 7 anos depois que os desaparecimentos pararam ,Haplin tenta esquecer o passado mas as famílias das vítimas do Mágico ainda esperam um desfecho para o caso. Quando um novo assassinato ocorre, as pistas apontam que o Mágico possa estar de volta. E a sombra do assassino volta a assombrar a pequena Cidade.Chamem o Mister M.

Quem é o Mágico?por que ele passou tanto tempo sem agir?Ou seria esse novo apenas um copiador? O Xerife Griffin (M.C Gainer) não aguenta a volta do assassino e sem razão aparente enlouquece e amputa a própria mão. Assim Tommy(Geoffy Stults), o filho do Xerife “herda” o cargo e também toda a dor de cabeça que vem com ele. No meio de tudo ainda temos a chegada de Henley(Lauren German)uma jovem que após a morte da mãe veio tentar recomeçar a vida na cidade, mas que logo fica claro ter segundas intenções. O dono da lojinha de artigos cinematográficos Merritt Grieves(Sam Neil), Peggy Haplin a prefeita da cidade , que faz tudo pra saberem que nada ocorre sem ela saber e seu filho John,dono da fábrica de pães e principal empregador da cidade.John teve a filha sequestrada pelo Mágico o que o deixou obcecado pelo bandido. junte a tudo isso um agente do FBI completamente psicótico e um romance aborrescente(pra tentar conquistar esse público) idiota. Está formado o cenário de Happy Town…ou não.

A audiência desapareceu..será obra do Mágico?

Como falei, a série começou bem, o primeiro episódio é muito bom, apresentando o novo assassinatos e um esboço básico do que está ocorrendo na cidade.Mas a audiência não comprou a série e com níveis baixíssimos no Ibope, a história se perdeu. Após o episódio 3 houve uma pausa de algumas semana(talvez os produtores pensando em alguma mágica pra salvá-la. mas não deu certo e de 8 episódios, apenas 6 foram exibidos. os dois últimos foram disponibilizados online no site da Emissora somente pra tentar terminar a história.
Ok..a culpa não foi só da baixa audiência já que a própria história não ajudou.os episódios se tornaram arrastados..nada acontecia..os personagens passavam a maior parte do tempo andando pra lá e pra cá sem nenhuma eficácia prática apenas enchendo linguiça. aí no último episódio, depois de terem desperdiçado praticamente 7 episódios inteiros,quiseram correr e tudo aconteceu. Sem dar Spoilers caso alguém se arrisque a assistir, praticamente todas as sub tramas se desenrolavam ao mesmo tempo dando um nó maior ainda na cabeça do telespectador.

A confusão era tanta que personagens que agiram de um modo durante a série toda, no final sem mais nem menos assumiam outros papéis . Teve até personagem que, depois de passar dois episódio às portas da morte devido a um tiro, simplesmente se levanta e vai embora como se nada tivesse acontecido. O cúmulo foi no último episódio quando rolou o boato de que o Mágico tinha finalmente sido preso.Então um bando de valentões invadiu a cadeia querendo justiça com as próprias mãos e o pau quebrou. De repente entra o Ex-Xerife (aquele que tinha amputado a mão lá no início) portando duas Sub-Metralhadoras e pondo ordem na casa. Sinceramente os cirurgiões fazem milagres.

“Mas descobriram quem era o Mágica afinal de contas?” vocês devem estar se perguntando.Sim, mas foi uma coisa tão estúpida que me recuso a comentar aqui. Ficou parecendo que simplesmente pegaram a cena em que descobriam sua identidade inseriram lá no final de um episódio aleatório e pronto.Não vou dar detalhes mas o final ébasicamente: O Xerife Tommy estava lá apontando uma arma para um certo personagem e de repente a cena muda para outro lugar e o ex-Xerife(o da mão biônica) se encontra com um outro personagem e rola uma conversa do Tipo “Oh..então você é o Mágico?” “Sim..sou Eu” ele dá uma risadinha e fim…
Sem brincadeiras..esse é o final da série.

Ainda bem que a série é curta,assim posso dizer que perdi pouco tempo da minha vida assistindo isso.O que é uma pena. a série tinha potêncial..se não pra ser uma maravilha, mas para pelo menos ser uma boa história de mistério..e no final, Happy Town não foi nem um nem outra. Decepção total.