Fugitivos Episódio 10: Hostile

E chegamos ao fim da primeira temporada de Fugitivos. Uma temporada que, se não foi perfeita, ficou muito acima da média. Mas deixo pra falar mais sobre isso no fim do post.

Vai ter Spoiler!

Começarei pela “grande” luta que ficou prometida ao fim do episódio passado. Não que eu esperasse grande coisa afinal, um dos lados era o Trapa-Orgulho… Ainda assim não curti muito. Ficou parecendo luta de RPG de turno: Um ataca. Outro ataca. Uma ataca… terminou.

Gastaram toda a verba dos efeitos especiais (da série toda) nesses três minutos em que a Alfazema aparece. Ela ficou bem feita mas em compensação o resto dos efeitos ficaram meia boca. Um exemplo é quando o Jonah finalmente revela seu poder e começa a brilhar por aí. O efeito que havia funcionado tão bem na Karolina, nele ficou… qualquer coisa. Ainda bem que ele usa pouco.

Mas é depois dessa pseudo luta que as coisa se acertam. Finalmente o roteiro escancara o que eu já vinha falando: O Trapa-Orgulho se trata apenas de um bando de pau mandado que ficam batendo cabeça por aí por medo do Jonah. Também descobrimos finalmente que quem matou a Amy foi a  Leslie que também já tinha se livrado dos Pais da Molly… De novo a mando do Malvado Jonah afinal, alguém tem de ser o malvadão dessa história.

No final eles resolvem se unir pra tentar derrotar o Jonah e, quem sabe, virarem vilões de respeito(Sendo MCU eu duvido um pouco mas, vai que…).

Transformações também passam o “núcleo” principal da série. Entre casais formados(Lembre-se. É uma série com aborres…digo, adolescentes), Alianças com Inimigos dos inimigos. Altas confusões.

Gostei de como foram linkando os personagens com algumas coisas que ocorreram durante a temporada.

Engraçado como o roteiro está sempre arranjando desculpas pra se livrarem da Alfazema afinal, uma Dinossaura em CG custa caro.

Enfim! Após resgatar a Karolina, os garotos decidem se mandar pra outra cidade. Seria uma pena se eles fossem incriminados pelo assassinato da Destiny (Lembram dela?) e passassem a ser, vejam vocês: Fugitivos… Finalmente!

Antes de ir pras considerações finais, na “Sessão Easter Egg” : Em certo momento a Gert pega um folheto com diversos filmes antigos dentre eles “Arsenic and Old Lace(Este Mundo é um hospício” no Brasil). Mais pra frente ela passa a chamar sua Dinossaura de Alfazema(Old Lace, no original). Nos quadrinhos é do título desse mesmo filme que vem também o nickname que a Gert usa: Arsênico. Ainda no mesmo folheto já citado, se prestarem atenção poderão ver um certo Pato famoso da Marvel.

No final do episódio quando os garotos se dão conta que estão sendo procurados, a Rede de Tv que transmite a matéria é a WHIH World News. A emissora de TV aparece em diversas séries e filmes do MCU e não podia ficar de fora de Fugitivos…Afinal eles precisam jogar essas migalhas pra dar impressão que é um Universo compartilhado já que aparições de outros personagens são… “Complicadas”.

No geral esse episódio final serviu mais pra abrir um monte de plot pra próxima temporada que, de fato, encerrar essa. Mesmo assim gostei. Assim como gostei da temporada como um todo. O Seriado  teve um bom ritmo. Claro que não é perfeito. Podia ter vilões mais competentes e coisas do tipo mas em épocas dos Seriadoszzzzzz da Netflix, Fugitivos foi uma grande vitória. Espero que a série não só mantenha como aumente a qualidade na próxima temporada. Estou verdadeiramente curioso em ver pra onde vão levar a história e como os garotos vão se sair agora em fuga. e continuo esperando uma explicação plausível pro envelhecimento precoce da Tina de Doutor Estranho pra essa de Fugitivos…