Fugitivos Episódio 4: Fifteen

Na última Terça foi ao ar o quarto episódio de Fugitivos, série do Hulu em parceria com a Marvel. Intitulado “Fifteen”, o episódio deu um bom andamento à trama e lançou mais perguntas.

A começar pelas altas confusões do Orgulho após o sacrifício da Destiny ter falhado, uma parte do grupo se dedica a procurar um novo “candidato a defunto”, outro cuida do acobertamento do corpo. Em certa parte isso serviu pra mostrar que, assim como nos quadrinhos, o Orgulho tem a Polícia sob seu comando também.

Também temos um pouco mais sobre o que aconteceu com Amy Minoru, Irmã da Nico que morreu antes da história da série começar. Como essa trama não existe nos quadrinhos, até pra quem leu não sabe muito bem o que vai acontecer. Será que os Minorus seriam capazes de ter usado a própria filha como sacrifício? A Amy se matou ao descobrir que os Pais eram “do mal”? Tantas perguntas…

E por falar nos Minorus, estou esperando alguma evidência que mostre que a história de Fugitivos se passe alguns anos no futuro pra explicar o fato da Tina ter aparecido em Dr. Estranho mais nova do que é mostrada aqui. Ou será um furo e, dada a especialidade da família, deixarão na base do “É mágica, não precisa explicar.”?

Também temos a resolução do ocorrido lá no primeiro episódio quando o Chase salva a Karolina de ser estuprada enquanto estava desmaiada. logo fica claro que essa versão do Chase é bem menos babaca que o dos quadrinhos no início e logo fica claro o caráter do rapaz ao decidir sair do Time da escola pelo fato dos caras que tentaram atacar a Karolina terem sido meio que protegidos por serem astros do time.

Sobre a Karolina, o visual dos poderes dela estão muito bonitos. Sinceramente não esperava que iam fazer ficar legal uma Garota Arco-Íris.

Ah e sem esquecer que  nesse episódio somos apresentados, agora de forma mais demorada à Alfazema, o Dinossauro de estimação da Gertrudes. Apesar de mostrá-la predominantemente em cenas escuras, o efeito CG ficou até razoável pra uma série de Tv. Nada ofensivo como o Cabelo da Medusa, por exemplo.

No geral, “Fifteen” manteve o nível do seriado que está bem legal de acompanhar. E o que aconteceu com o Alex no final do episódio?  Será que o personagem terá um desenvolvimento como nos quadrinhos? Só o tempo dirá.