Jumanji: Bem-Vindo à Selva – Sem Spoilers

Por Caio Rabbi direto de Portugal.

Confesso que estava um pouco receoso em relação a esse filme. Jumanji sempre foi dos meus filmes favoritos na infância e o trailer dessa sequência me fez pensar: “que aberração!“.

Tudo me parecia ridículo demais, além de ser bastante voltado a essa geração atual.

Mas aí me lembrei que Jumanji nunca foi um grande clássico da história cinematográfica e sim uma diversão de Domingo a tarde.

Bem, fico feliz em ter deixado o preconceito de lado. “Bem-Vindo à Selva” é exatamente isso, uma diversão de Domingo (de Quinta, no meu caso). Um filme com piadas leves, bons efeitos no geral, uma história simples e um elenco que chama facilmente a atenção: o comediante baixinho (e não te deixam esquecer isso) Kevin Hart, a bela e subestimada Karen Gillan (Guardians of the Galaxy e Doctor Who), o tenaz (see what I did there?) Jack Black e Dwayne The Rock Johnson, que você conhece, claro.

O filme não traz nada de novo ao cinema, não possui atuações grandiosas (apesar de ótimas – principalmente da parte de Black e Johnson, que roubam a cena) e até foge bastante do original (eu esperava cameos e referências maiores) principalmente no tom, mas entrega o que prometeu: ação bacana (e exagerada, propositalmente), bastante comédia e um pouco de nostalgia. Até toca também em um ponto pertinente, mas não sei se a maioria das crianças alienadas de hoje (que são o foco desse ponto) vão captar a ideia – ou até mesmo se importar.

É pena Robin Williams já não estar entre nós. Sua participação, mesmo que curta, teria dado um “sabor” a mais.

Se procura um filme engraçado para ver com toda família, dar umas boas risadas e passar quase duas horas descontraído, recomendo.

 

Para finalizar, vou fazer o meu jabá (™ & © Macgaren). Visitem, façam like e partilhem (ou não) a minha página Clapping T-Rex, a equipe (de 2) e o Tobias Rexwell (nosso mascote) agradecem. o/

facebook.com/ClappingTRex