Punho De Lata

No post que fiz sobre os seis primeiros episódios de Punho de Ferro(Leia aqui) comentei que após assistir ao resto da temporada, faria outro post já que, com toda a temporada assistida, dava pra ter uma visão melhor. Pois bem: Foi uma tarefa árdua mas terminei os 130 episódios.

POST COM SPOILERS!

C6Pvd1iWYAAp294

Eu queria muito vir aqui e dizer que adorei Punho De Ferro. Que fiquei feliz ao final da série. Que minha expectativa pra Defensores só aumenta. Que tenho dinheiro na minha conta bancária. Mas infelizmente nenhuma dessas afirmações é verdade.

Antes de comentar, vou aproveitar que o Clarim estava parado na época e comentar rapidamente sobre as Séries Marvel/Netflix.

Quando a Netflix veio com a primeira temporada de Demolidor, pegou todos de surpresa com a qualidade da série. Isso também elevou a expectativa para as demais séries Marvel que ela produziria. Aí veio Jessica Jones que acho bem chata, arrastada, cheia de personagens inúteis e esquecíveis com uma história que fica girando em torno de um mesmo ponto. Luke Cage também sofreu com o que agora havia virado uma fórmula: Série arrastada para encher linguiça suficiente para os 13 episódios. Ela pelo menos tinha personagens mais interessantes o que a colocou num Patamar acima de Jessica Jones.

A próxima da lista seria a segunda Temporada de Demolidor: E ela começou muito bem. Os quatro primeiros episódios praticamente não te deixam respirar.  Mas depois que o Justiceiro é preso e entra o arco da Elektra a série volta ao padrão Netflix de “arrastamento”.

2ae7e745904ab71de8d54f31fdf736ef36ef57d6Desde o começo haviam anunciado que teríamos quatro séries de uma temporada cujo personagens título se juntariam numa quinta chamada Defensores. Após o sucesso de Demolidor, os planos mudaram e adiantaram a segunda temporada de Demolidor. Com isso chegou a se cogitar inclusive que Punho de Ferro deixaria de ser uma série e se tornaria um filme pela Netflix. Depois voltaram atrás. O problema é que devem ter pego o roteiro do tal filme e esticado, enchido linguiça ao extremo pros já tradicionais 13 episódios porque chega a ser ridículo.

Mas vamos por partes: Quando se pensa em uma série do Punho de Ferro, o mínimo que se espera é abordarem o misticismo de sua origem, lutas e coisas do tipo. O problema é que a série peca exatamente nisso: As lutas são em geral mal feitas, coreografadas porcamente de dar vergonha alheia. Tem umas que são tão mequetrefes que só faltou gente caindo sozinha.

marvel-netflix-iron-fist-harold-meachum-villain

O maior problema pra mim se resume a um nome(Ou sobrenome): Meachum. Todo o “arco” envolvendo essa família é sofrível. Primeiro são 4 episódios dos irmãos Ward e Joy no chove não molha disputa do Danny de provar sua identidade. Depois o foco vai pro Pai Harold e sua síndrome “Morre não morre”. A seguir temos a grande revelação de que o Harold estava por trás da morte dos pais do Danny(Oh, Surpresa!!) Some a isso sequências intermináveis de diálogos mal escritos, péssimas atuações, personagens sem saber pra onde ir ou o que diabos está fazendo na série.

Outra personagem jogada na trama é a Claire, a enfermeira que é a Elo de Ligação entre as séries da Netflix: Ela, de alguma forma, acaba se envolvendo com todos os personagens Netflix. Aqui ela tem a introdução mais forçada.  Ela bancando “fila-bóia” na sua primeira aparição me causou um Facepalm involuntário. Mas não só isso: Toda sua participação é forçada, mantém a personagem lá só por contrato. O “interessante” é que ela fica sumindo e voltando á história conforme o porco roteiro pede.

Iron-Fist-Jessica-Henwick-as-Colleen-Wing-Finn-Jones-as-Danny-Rand-Rosario-Dawson-as-Claire-Temple1Um dos maiores defeitos do MCU na minha visão são os vilões: Em geral são bem qualquer coisa…Mas Punho de Ferro abusa do direito ao “vilão bosta obrigatório” Tanto abusa que metade do elenco tenta fazer assumir o pepel do “Vilão”em momentos distintos que são aleatoriamente costurados na colcha de retalho que é essa série e todos falham. Quer dizer. Têm êxito em serem Vilões mequetrefes.

Destaque(Negativo) pro Harold Morto Vivo doidão do último episódio. Chega a ser risível.

A única que ocupa bem esse cargo é a Madame Gao, personagem que vem lá da primeira temporada de Demolidor. A velhinha passa uma impressão ao mesmo tempo calma e ameaçadora. Sem mencionar o fato de que é a mais sensata da série toda e está sempre jogando verdades na tela: Que o Danny é um garoto Birrento, Um Punho de Ferro bosta… Ela é tão boa que na metade da série deixam ela “de castigo” e a substituem por um outro personagem esquecível.

A bagunça é tanta que no final da temporada a Joy,que era a única que sempre defendeu o Danny a série toda, estava lá planejando matá-lo. Mesmo sabendo que ele não tinha culpa de nada que aconteceu com sua família problemática.

Ah. E temos o Davos: Que cresceu com o Danny em K’un Lun e competiu pelo posto de Punho de Ferro. Não faz muita coisa  na série (ninguém faz, na verdade) mas deixa aberto sua provável volta agora como Serpente de Aço(Se tiver uma segunda temporada).

17361401_1494470300571819_1541888369_n

Agora o ponto mais problemático reside justamente no protagonista: Finn Jones tem tanto carisma quanto uma porta fechada Some a isso o fato de ser um péssimo ator que simplesmente não dá conta do fiapo de evolução que tentam fazer o personagem passar.  Os momentos de “fúria” pelas quais ele passa ao longo da série soam mais como uma criança birrenta.  Aliás todo o comportamento do personagem não condiz com o fato dele ter passado 15 anos treinando e se preparando pra ser “A arma viva”: Ele tem dificuldade de lutar com qualquer capanga meia boca, mostra um total desconhecimento do Tentáculo(Será que esqueceram das aulas teóricas?)

Celebrity Sightings in New York City - September 22, 2016

Mas agora vamos falar de coisas boas. Sim. São poucas mas tem. Começando pela Colleen Wing que não só a a personagem mais interessante da série como a protagonista das melhores (ou menos falsas) cenas de luta. Tudo bem que ela também sofre com a encheção de linguiça obrigatória. Tem uns “sub-arcos” que no fim não servem pra nada e são esquecidos mas isso não é culpa dela.

Outra coisa que gostei é quando a série  arranha a superfície  do Punho de Ferro: K’un Lun, Misticismo, Shou Lao, relacionamento e depois confronto com o Davos… Até o conflito do Danny em aceitar ou não ser o Punho de ferro é legal apesar de, como já dito, o Finn Jones não segura a responsabilidade.  Tudo deixa com gostinho de quero mais. Pena que esses rápidos momentos acabam diluído no mar de encheção de saco. Tenho pra mim que esse era o roteiro do filme e todo o resto foi acrescentado para preencher porcamente , e de qualquer jeito, os 13 episódios fazendo com que cada um passe a impressão de demorar um século (Por isso citei 130 episódios lá no começo. Não foi erro de digitação)

iron-fist-featurette-00

 

Só pra não ficar aqui até amanhã falando mal, vou finalizando por aqui. Triste pela DeCepção de um seriado que tinha tudo pra ser bom. Infelizmente agora temo pelas vindouras séries do Justiceiro e, principalmente, dos Defensores. O que me dá um raio de esperança é que ela terá 8 episódios, o espaço pra enrolarem é menor.

Mas é aquilo que sempre digo: Assistam e tirem suas próprias conclusões.

Todos os 13 episódios de Punho de Ferro estão disponíveis na Netflix